Fórum dos Viviparos

Somos um grupo de amigos que têm em comum o mesmo gosto - Os viviparos


    Ficha técnica - Xenotoca sp. "San Marcos"

    Compartilhe
    avatar
    (fjcb)

    Mensagens : 28
    Data de inscrição : 03/02/2010
    Idade : 28
    Localização : Aveiro

    Ficha técnica - Xenotoca sp. "San Marcos"

    Mensagem por (fjcb) em Qui Jun 03, 2010 2:24 pm

    Ficam umas fotos dos exemplares que mantenho e alguma informação sobre eles.
    Macho:






    Fêmea:






    Xenotoca sp. "San Marcos"


    Origem:

    São Marcos, México

    Tamanho :

    O macho poderá atingir os 5cm e a fêmea poderá a tingir os 6cm no máximo.

    Comportamento:

    É uma espécie muito activa, a manter em grupo se possível, embora seja possível manter um casal apenas. Podemos observar um comportamento social territorial e onde existe uma hierarquia. Sendo uma espécie bastante “agressiva”, não convém mante-la com peixes do tipo Guppy ou Betas. Podemos mantê-los com pequenos ciclídeos ou, melhor ainda, com outros Goodeidae.

    Manutenção:

    Um aquário com 80cm de frente e uma centena de litros é suficiente para manter um grupo. Uma boa filtragem mas sem uma corrente forte. Plantas flutuantes facilitam a sobrevivência das crias. A água deverá ser dura ou semi-dura, com trocas frequentes para eles manterem as suas belas cores. A temperatura deverá variar entre 18 e 26 ºC se possível, com o objectivo de aumentar a sua esperança de vida. Esta espécie pode suportar (apreciar até) temperaturas baixas em torno dos 16ºC ou até inferiores. A alimentação é omnívora mas com um bom complemento vegetal.

    Reprodução:

    Típica das espécies da família Goodeidae. A fêmea acasala unicamente durante o período quente (6 a 8 meses), e recupera o resto do tempo. A duração da gestação varia entre os 50 a 60 dias. A produtividade é de 5 crias nas mães jovens até as 25 crias para as maiores. As crias têm um tamanho aproximado de 8mm à nascença, podendo crescer junto dos pais facilmente. A distinção sexual é precoce pela aparição do andropodio (órgão reprodutor dos peixes da família Goodeidae formado através de uma transformação dos primeiros raios da barbatana anal dos machos).

    Observações:

    Há quem diga que este peixe não é um Xenotoca. Colocam-no num novo género: Xenotichthys. Mas ainda não está confirmado. Por precaução devemos manter esta espécie separada de outras no género Xenotoca. Esta espécie corre o risco de extinção no seu meio natural.

    Por: Joao Magalhaes

      Data/hora atual: Ter Nov 21, 2017 3:19 am